Publicidade

Luís Cardoso – Bastidores da notícia

Bastidores de notícias de política, judiciário, crime e esportes.

Busca em todo o site

TRE abre vagas para mesários voluntários

Política
 

Acessando banner disponível no site do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (www.tre-ma.jus.br), ligando para o número 0800 098 5000 (Disque Eleitor) ou indo a um cartório eleitoral, os eleitores a partir dos 18 anos que têm interesse em participar das eleições 2014 como mesário voluntário podem inscrever-se até 6 de agosto.

Aqueles que se tornam mesários voluntários têm como benefícios, por exemplo, o direito de se ausentar do trabalho pelo dobro de dias servidos à Justiça Eleitoral (que deve ser acertado com o empregador) e o de em concurso público que utilize a participação no dia das eleições como critério de desempate.

O serviço prestado pelo mesário voluntário não é remunerado. Ele recebe um auxílio-alimentação e não pode fazer propaganda de candidato através de camiseta ou qualquer outro meio durante a votação.

No Maranhão, o projeto propõe, também, a parceria com universidades e faculdades, tendo como benefício para o estudante universitário a conversão dos serviços prestados à Justiça Eleitoral em atividade de extensão extracurricular/complementar, com carga horária correspondente a 30h para o 1º turno e 24h para o 2º turno, se houver, totalizando 54h extracurriculares, comprovadas por meio de certificado emitido pelos juízos eleitorais perante os quais servirem.

Daniel Arraes, coordenador do projeto no Maranhão, ressalta que as inscrições para atuar na função de mesário voluntário, efetuadas em anos anteriores, também continuam válidas. “E quem se inscrever até o dia 6 poderá ser chamado para participar ainda nesta eleição como mesário”, complementa.

No último mês, a Comissão do Mesário Voluntário do TRE-MA intensificou campanha nos meios de comunicação para convocação de eleitores de todo o estado para participarem do processo eleitoral como mesários voluntários nas eleições de 2014.

Até esta quinta-feira (31 de julho), o Regional já tinha registrado mais de 12 mil inscrições. Arraes atribui o comprometimento efetivo dos segmentos envolvidos no projeto, dos membros da Comissão e de chefes de cartório para que este número pudesse ser alcançado.

Quem pode ser

Todo eleitor, a partir de 18 anos, em situação regular perante a Justiça Eleitoral, que servirá preferencialmente no local e na seção em que vota. Não podem ser mesários voluntários candidatos e seus parentes, membros de diretórios de partidos políticos, agentes policiais, os que pertencem ao serviço eleitoral e demais casos previstos na legislação eleitoral.

Acusado de atirar contra policial fica paraplégico

Polícia
 

O preso Erinaldo Almeida Soeiro continua internado no Socorrão I em São Luís

O preso Erinaldo Almeida Soeiro continua internado no Socorrão I em São Luís

O acusado ter atirado contra o policial Enedias Chagas Neto, o detento Erinaldo Almeida Soeiro, permanece no Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I), onde foi submetido ontem (31) a um procedimento cirúrgico. O policial permanece hospitalizado em São Luís.

De acordo com os médicos que atenderam ao paciente, Erinaldo tem quadro de saúde estável, e não corre risco de morte. Mas devido ao fato de o projétil ter atingido a sua coluna vertebral, ele ficou paraplégico.

Na imagem, é possível ver o projétil da bala na coluna vertebral de Erinaldo.

Ainda nesta sexta-feira (1º) será providenciada a transferência do paciente para o Hospital Municipal Clementino Moura (Socorrão II), onde deverá permanecer até receber alta médica, segundo informou a Secretaria Municipal de Saúde (Semus).

O caso do tiroteio no Fórum de São Luís provocou uma polêmica entre as autoridades judiciárias, policiais e do sistema carcerário estadual.

As informações são do iDifusora

Juízes apontam falha do sistema prisional em tiroteio no fórum

Polícia
 

Osmar Gomes dos Santos, diretor do Fórum Desembargador Sarney Costa

Osmar Gomes dos Santos, diretor do Fórum Desembargador Sarney Costa

O diretor do Fórum Desembargador Sarney Costa, o juiz Osmar Gomes, tocou na ferida ao comentar sobre o episódio da troca de tiros entre o presidiário Erinaldo Almeida e o agente de polícia  Enedias Chagas Neto, na manhã desta quinta-feira (31) na sede do órgão.

Se ele vem resolver um problema pessoal, vem servir como testemunha, ele não tem necessidade de vir ao Fórum ou ao tribunal armado. Nós já adquirimos os detectores de metais e estamos, junto à presidência do Tribunal de Justiça, viabilizando catracas eletrônicas e raio x para que nós possamos garantir com eficiência a segurança das pessoas que adentram o Fórum”, afirmou Osmar Gomes.

O magistrado apontou ainda como falha, o fato do agente estar sozinho na sala de audiência do 4º Juri criminal fazendo a guarda de um pistoleiro de alta periculosidade. Osmar Gomes lembrou, a disparidade do porte físico do preso, mais avantajado, para o agente penitenciário, que teve a arma tomada.

Comungaram com a mesma opinião do juiz, o presidente da Associação dos Magistrados do Maranhão, Gervásio Protásio dos Santos, e o Sub-delegado Geral, Augusto Barros. Os dois criticaram a forma como a escolta foi feita colocando em risco a vida dos juízes e dos funcionários do fórum.

O delegado Cláudio Mendes, do Departamento de Narcóticos (Denarc) repreendeu a Portaria que proíbe a entrada de policiais armados no Fórum. “Graças a Deus o Enedias (policial alvejado pelo detento) não cumpriu essa ordem judicial e hoje está vivo. É uma situação realmente difícil e indignante. Inclusive, no momento lá o juiz chegou a dizer que um policial sangrando lá no chão era culpa da polícia, despreparo da polícia. Agora, não sei por que falar isso. Se eu estivesse naquele corredor desarmado como eu estava, eu estaria morto”, concluiu Mendes.

Associação dos Magistrados confirma: O Tribunal de Justiça está quebrado!

Judiciário
 

Presidente da AMMA, juiz Gervásio Protásio

Presidente da AMMA, juiz Gervásio Protásio

Conforme postado anteriormente pelo Blog do Minard, o Tribunal de Justiça do Maranhão está mesmo passando por uma fase difícil financeiramente. (Reveja).

Essa informação foi confirmada pelo presidente da Associação dos Magistrados do Maranhão ( AMMA), o juiz Gervásio Protásio.

O juiz encaminhou ofício a presidente do TJMA, desembargadora Cleonice Freire, em um tom de indignação, reclamando, pela quarta e última vez, a falta de materiais básicos de expediente e limpeza para a funcionalidade das unidades jurisdicionais do estado.

No oficio, o juiz Gervásio ressalta que, devido ao tempo, não existem mais desculpas para a falta de tais materiais, e ainda recomenda à direção do Tribunal que sejam redistribuídas as dotações orçamentárias afim de garantir o minimo necessário de condições de trabalho.

” Não se justificando a persistência do problema que já atinge todas as comarcas do Estado, inclusive obrigando os servidores a arcar com despesas para a compra de materiais básicos de higiene e limpeza”, ressaltou Protásio.

Vale lembrar que a atual administração possui um orçamento de mais de R$ 1 bilhão para o ano de 2014.

Abaixo o ofício encaminhado a presidência do Tribunal de Justiça do Maranhão.


Polícia desconfia de plano de fuga para pistoleiro no fórum

Polícia
 

O preso Erinaldo Almeida Soeiro continua internado no Socorrão I em São Luís

O preso Erinaldo Almeida Soeiro continua internado no Socorrão I em São Luís

Policiais descobriram que um grupo de familiares e alguns amigos do preso Erinaldo Almeida estavam nos arredores do Fórum Desembargador Sarney Costa em São Luís, como se estivessem aguardando a fuga do pistoleiro.

Boa parte dos policiais que esteve no local, considerou estranha a presença de apenas um agente para acompanhar, na sala de audiência, um presidiário de alta periculosidade. E um outro detalhe chamou atenção: o agente é de baixa compleição física e o preso muito mais avantajado. Além disso, surpreendeu o fato do agente ter retirado uma escolta (algema) dos punhos do pistoleiro.

Erinaldo, acusado de duplo homicídio, prestava depoimento no terceiro andar do fórum, na manhã desta quinta-feira (31), quando tomou as armas de dois agentes e atirou contra o policial civil Enedias Chagas Neto. Ele foi atingido no pescoço mas já está fora de perigo.

O preso também foi atingido por dois disparos efetuados pelo policial e se encontra internado no Hospital Municipal Djalma Marques, o Socorrão I. O estado dele é estável.

Erinaldo Almeida havia sido preso em novembro do ano passado, acusado de ser matar os irmãos empresários José Mauro Alves Queiroz e José Queiroz Filho, em janeiro de 2012, na sede da empresa Replub Ltda., localizada na BR 135, Distrito Industrial, em São Luís.

Segundo a polícia, o pistoleiro teria matado, também, um preso, identificado como Jhonatan da Silva Luz Ferreira, conhecido como “Jocozinho”, de 20 anos, dentro da Central de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ) do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Detento ameaça promotor de morte em Pedrinhas

Polícia
 

O promotor de justiça Pedro Lino Silva Curvelo, titular da 29ª Promotoria de Justiça Criminal, que atua na área de execuções penais, foi ameaçado de morte por um detento dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas nesta quinta-feira (31).

O preso arremessou objetos contra a autoridade, jogou café no promotor e disse que vai matá-lo assim que deixar do presídio.

O caso por ameaça de morte foi registrado no 12º Distrito Policial em Pedrinhas.

Mais escândalo em Açailândia: secretário da prefeita teria fugido com dinheiro

Política
 

Secretário 'Fernandinho' e a prefeita Gleide Santos

Secretário ‘Fernandinho’ e a prefeita Gleide Santos

A campeã em escândalos envolvendo acusações graves de desvio de dinheiro público, a prefeita de Açailândia, Gleide Santos, tentou abafar mais uma das peripécias do seu governo.

Segundo bochichos, todos da cidade estão querendo saber do paradeiro do secretário de administração do município, o advogado José Fernandes da Conceição, ‘Fernandinho’, como é conhecido, seria o homem de confiança da prefeita, acusado de participar de um forte esquema de desvio de recursos.

O secretário estaria desaparecido desde o início da semana e sem deixar nenhuma explicação teria feito uma ‘limpeza’ nas contas da prefeitura.

Fernandinho já foi secretario de administração do município de São Francisco do Brejão na gestão da ex-prefeita Francisca Sônia, morava em Imperatriz e foi nomeado secretário em Açailândia em janeiro deste ano, mas já fazia parte do governo. Ele é velho conhecido da Polícia Federal, sendo preso na Operação Rapina no ano passado.

Gleide, sabendo que seu homem de confiança podia lhe levar para o buraco, providenciou a exoneração dele, antes que a bomba estourasse.

Quanto ao fato do advogado ser ‘Rapineiro’ a prefeita sabia desde que o nomeou. Coisas da administração marcante de Açailândia…

PAM Rural acolherá 37% dos maranhenses na gestão de Lobão Filho

Política
 

Segundo censo do IBGE/2010, o Maranhão é o estado mais rural do país, com 36,9% da população vivendo na zona rural. Para atender às demandas dessa parcela da população, o candidato ao governo do Estado, Lobão Filho (PMDB), desenvolveu o PAM Rural, plano acessório do Programa de Aceleração do Maranhão – PAM, que visa a atender as necessidades emergenciais do estado no período de quatro anos.

O PAM Rural contempla cinco programas voltados para o homem do campo. O programa “Alimentar”, por exemplo, deverá capacitar agricultores familiares, piscicultores e pescadores artesanais para que estes se tornem fornecedores de alimentos para a merenda escolar, rede hospitalar e restaurantes populares do estado, ampliando assim sua de renda.

Em 2013, a Organização das Nações Unidas – ONU apontou que a agricultura familiar é uma das principais atividades geradoras de novas fontes de trabalho na América Latina. No Brasil, a participação desta atividade nos empregos agrícolas é de 77%, com o Maranhão ocupando o sétimo lugar no ranking nacional, em termos de número de estabelecimentos (262.295).

O Programa “Grão Maranhão”, de incentivo à agroindústria e ao agronegócio, sobretudo de soja, milho, arroz e feijão, agregará valor aos nossos produtos e aumentará a participação do Maranhão no mercado nacional e internacional.

Sobre o cultivo de grãos no estado, Lobão Filho, em recente visita à região do Baixo Parnaíba, sublinhou o potencial da região. “Temos uma capacidade produtiva imensa, que precisa ser melhor explorada, melhor desenvolvida. Nós temos uma fronteira agrícola que já está avançando aqui, já temos uma plantação de grãos de grande força e temos que atacar outras culturas também, como a piscicultura”, assinalou.

Outra grande iniciativa dentro do PAM Rural é programa “A Baixada que faz”. Ele prevê a construção da barragem de Cajari, expandindo a produção e geração de emprego e renda na Baixada Maranhense, além de construir pequenas barragens em apoio à agricultura familiar e à pesca e criatórios de peixes.

O programa “Boi sem Febre” contempla ações de prevenção à febre aftosa, para manter nosso rebanho com o certificado internacional de território livre com vacinação e, ainda, aumentar nossa competitividade nos mercados nacional e internacional.

Fortalecendo a parceria entre governo e Embrapa, o programa “Frutas do Maranhão” tem como objetivo estimular a pesquisa, oferecer cursos de capacitação e reciclagem dos pequenos produtores rurais para aumentar a produtividade e dar à nossa fruticultura o selo de qualidade “Frutas do Maranhão”.

A iniciativa visa a eliminar os índices de atraso, redistribuir a riqueza do estado e resgatar a imagem do Maranhão diante do país, como forma de elevar a autoestima dos maranhenses.

“Ao alcançarmos os objetivos do PAM, teremos cumprido nosso papel de resgatar o direito dos cidadãos e dos nossos municípios de participarem do crescimento econômico do estado e conquistarem uma vida melhor e mais feliz”, finalizou Lobão Filho.

Prefeitura de São Luís ocupa 1º lugar no ranking nacional em transparência

Política
 

Prefeito Edivaldo determinou a transparência como uma das prioridades de governo ainda em janeiro do ano passado

Prefeito Edivaldo determinou a transparência como uma das prioridades de governo ainda em janeiro do ano passado

A Prefeitura de São Luís é a primeira colocada no ranking nacional de transparência ao lado das Prefeituras do Rio de Janeiro e de João Pessoa. Essas três capitais obtiveram 6 pontos, na escala de 0 a 10 do estudo. Os dados constam de pesquisa inédita divulgada pelo portal do Instituto Nacional de Estudos Socioeconômico (Inesc). O Inesc é uma organização não partidária, sem fins lucrativos e não-governamental que atua no país desde 1979.

“Desde o início de nossa gestão temos nos preocupado em desenvolver uma política de diálogo e de transparência, que caminhe alinhada aos interesses da população. Fico feliz em ver o reconhecimento nacional da transparência com que temos conduzido a cidade, de maneira responsável, cautelosa e fidedigna na administração dos recursos”, disse o prefeito Edivaldo.

Segundo a pesquisa, a maioria das capitais brasileiras está distante da excelência no que se refere à transparência do ciclo orçamentário. Para alcançar um resultado positivo, o prefeito Edivaldo definiu a transparência como uma das metas prioritárias da gestão ainda no plano emergencial dos primeiros 120 dias de governo, lançado pelo prefeito em janeiro de 2013. Um dos primeiros procedimentos foi reativar o Portal da Transparência que estava desativado durante a gestão passada.

“O prefeito determinou à época que a administração iniciada se caracterizasse pelo máximo de transparência. Para isso, fizemos toda a adequação do sistema de informatização”, ressalta o secretário de Planejamento e Orçamento, José Cursino. No plano emergencial constavam várias ações destinadas, especificamente, para aproximar da excelência a transparência do ciclo orçamentário.

Segundo o secretário, durante este período foram realizadas pesquisas junto aos portais de transparência de todas as capitais brasileiras e de órgãos do governo federal. Embora seja objeto de Lei federal, na avaliação do secretário José Cursino, prefeituras e governos ainda não têm obedecido integralmente a Transparência da aplicação dos recursos. “No caso de São Luís, houve a orientação do prefeito para que a Lei fosse seguida à risca”, destaca Cursino.

Responsável técnica pelo Portal da Transparência, a secretária de Informação e Tecnologia, Tati Lima, reativou ainda no início do ano passado o sistema adquirido pela Prefeitura. “Passamos a funcionar como um sistema integrado, disponibilizando todos os módulos para que as secretarias alimentassem com informações”, explica Tati Lima.

Na avaliação da secretária, a melhoria da disponibilidade de dados é resultado da decisão do prefeito de priorizar a transparência sobre os dados orçamentários desde os primeiros dias da atual gestão. Ela acredita que a posição destacada do Portal da Transparência no ranking nacional é o reconhecimento do trabalho entre as secretarias, sendo que a Semit responde pelo conjunto de informações e manutenção do sistema.

O levantamento divulgado no portal do Inesc foi desenvolvido em parceria com a Gpopai-USP e financiado pela Web Foundation – entidade dirigida pelo britânico Tim Berners-Lee, um dos criadores da internet. Para montar o ranking das capitais, os responsáveis pela pesquisa avaliaram os 8 Princípios de Dados Abertos.

Os pontos foram conquistados por São Luís devido às informações orçamentárias serem completas (continham dados sobre receitas e despesas), processáveis (dados estruturados para possibilitar o seu processamento automatizado), não discriminatórios (dados disponíveis a todos, sem que seja necessária a identificação de registro), não proprietários (os dados estão disponíveis sobre um formato sobre o qual nenhum ente tenha controle exclusivo) e acessíveis (dados disponíveis para o público mais amplo possível, quando foi utilizada a tabela E-MAG de acessibilidade).

NOTA MÁXIMA

Os dados foram levantados em novembro de 2013. Das 27 capitais estudadas, nenhuma obteve nota máxima. Além das capitais, foram estudados os portais do Governo Federal (Portal da Transparência) e do Senado (Portal Siga), estes dois obtiveram 5 pontos.

A análise faz parte da etapa quantitativa da pesquisa “Avaliando os websites de transparência orçamentária nacionais e sub-nacionais e medindo impactos de dados abertos sobre direitos humanos no Brasil”. Essa fase contou com a parceria do Gpopai-USP e teve o objetivo de mensurar o alcance das regras impostas pela nova legislação brasileira em relação à transparência orçamentária em formato de dados abertos.

O estudo conta com metodologia mista (quantitativa e qualitativa) e utiliza como base para análise de dados o Decreto 7.185/2010 , que dispõe sobre o padrão mínimo de qualidade do sistema integrado de administração financeira e controle da Lei de Acesso à Informação (Lei nº 12.527/2011), e os 8 Princípios de Dados Abertos.

ETAPA QUALITATIVA

A análise também contou com uma fase qualitativa que teve o objetivo de complementar as informações adquiridas na etapa quantitativa. Esta etapa foi realizada por meio de entrevistas com representantes de organizações da sociedade civil, do governo, da academia e da mídia, usuários de dados abertos que usam com frequência os websites de transparência.

A ideia foi captar a percepção desses usuários, que têm que acessar informações quase que diariamente e produzir outros insumos para o público, como artigos, aplicativos, incidência política, formação de movimentos sociais, entre outros. Os resultados vão de encontro ao que foi captado na pesquisa quantitativa: em alguns casos, há dificuldades no acesso, seja porque os dados estão em formato fechado (PDF, por exemplo), seja porque são bases muito complexas, ou seja, pouco amigáveis ao cidadão comum; em outros casos, há restrições, como necessidade de cadastros, o que fere o princípio de “não discriminar” o acesso aos dados.

Há ainda casos em que a profusão de bases dentro de um mesmo governo confunde o usuário, na medida em que apresentam dados diferentes para uma mesma política pública. E por fim, há casos em que simplesmente, não há dados abertos do recurso público de um determinado órgão, o que é gravíssimo e contra a lei. Em geral os usuários têm invocado a Lei de Acesso à Informação nestes casos, mas muitas vezes o processo para uma resposta efetiva é lento e burocrático.

Para selecionar os entrevistados foi necessário elencar os grupos interessados em dados abertos no Brasil e mapear algumas pessoas para entrevistas. Entre as organizações que participaram estão o Centro Feminista de Estudos e Assessoria (CFEMEA), Open Knowledge Brasil (OKF Brasil), O Estado de S. Paulo, Agência Pública, Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e Secretaria Geral da Presidência da República.

Mais de 10 mil candidatos declaram ‘patrimônio zero’ nestas eleições

Brasil
 

Dos 25.063 candidatos que apresentaram registro para disputar as eleições deste ano, 10.337 (41,2% do total) declaram à Justiça Eleitoral não possuir nenhum bem em seu nome. É o caso de Rui Costa Pimenta (PCO), único que não tem patrimônio entre os 11 candidatos à Presidência. Entre os candidatos a todos os cargos, 194 candidatos declaram possuir R$ 10 em bens, e 208 dizem possuir R$ 1.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) diz que, para pedir o registro, todos os candidatos apresentaram uma declaração de bens assinada, com lista do patrimônio pessoal. Não há como o candidato ter deixado de entregar o documento.

Uma eventual omissão ou fraude na declaração de bens só será analisada se o Ministério Público ou algum partido contestar o fato. Se não houver questionamento, o juiz eleitoral não avaliará a declaração de bens. “Eventuais falsidades ou incongruências na declaração de bens dos candidatos podem ser objetivo de investigação do Ministério Público ou dos partidos”, afirma o TSE.

A divulgação de bens está prevista na Lei das Eleições e a publicidade dos dados, que estão no site do tribunal, “atende ao princípio da transparência de informações e contribui para que o cidadão possa conhecer melhor os candidatos”.

Do G1

Candidatura de Zeluís Lago é deferida pelo TRE-MA

Política
 

Os membros do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão decidiram unanimemente na manhã desta quinta-feira, 31 de julho, deferir o registro de candidatura de José Luís Teixeira do Lago Neto e de Cristiana Jansen de Mello Fonseca, filiados ao Partido Pátria Livre, para concorrer aos cargos de governador e vice do Maranhão nas Eleições 2014, com o número 54.

Este foi o primeiro pedido de registro de candidatura com impugnação julgado pelo TRE-MA. “Não vejo prova de que José Luís não esteja filiado ao PPL. Pelo contrário, o que se percebe é que, de fato, há somente alguma pendência menor, pois a própria Justiça Eleitoral declara que o candidato encontra-se filiado, mesmo porque ninguém alheio aos quadros de um partido pode ser presidente estadual da agremiação”, destacou em seu voto o desembargador eleitoral Daniel Blume, relator do processo.

A candidatura de José Luís havia sido impugnada por Antônio Ferreira Martins, candidato ao cargo de deputado federal pela coligação “Por um Maranhão Mais Forte” (PEN/PMN/PHS/PSC/PT do B), sob alegação de que ele não possuía filiação partidária há mais de ano da data da eleição, não preenchendo a condição de elegibilidade.

O impugnado defendia-se argumentando que estava devidamente filiado ao PPL e que a situação constante nos sistemas da Justiça Eleitoral não o exclui do quadro de filiados, apresentando documentos que comprovavam a sua filiação ao partido deste novembro de 2011.

Em seu parecer, o Ministério Público Eleitoral manifestou-se pela procedência da impugnação.

Com informações do TRE-MA

Gil Cutrim é reeleito presidente da Famem

Política
 

Em mais uma eleição de consenso realizada nesta quinta-feira (31), o prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim, foi reeleito presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) para o biênio 2015/2016.

Liderando uma chapa única que reúne prefeitos e prefeitas de várias regiões do Estado e dos mais diversos partidos, Cutrim obteve 101 votos, o que corresponde a mais de 60% do total de filiados aptos a participar do pleito.

“Nossa reeleição mostra que o trabalho está dando certo e que os prefeitos e prefeitas do Maranhão querem que os avanços relacionados ao municipalismo continuem. Iremos arregaçar as mangas e trabalhar muito mais pelos municípios e pelo Maranhão”, afirmou Cutrim, cujo atual mandato (2013/14), para o qual foi eleito também de maneira consensual, encerra-se no dia 31 de dezembro.

A eleição aconteceu durante todo o dia na sede da entidade municipalista, localizada em São Luís. Acompanhado de companheiros de chapa e de vários colegas prefeitos e prefeitas, Gil Cutrim votou no período da manhã e acompanhou, à tarde, a apuração dos votos, que teve início às 17h.

O presidente reeleito destacou os avanços obtidos ao longo destes quase dois anos do seu primeiro mandato e garantiu que para o próximo biênio um dos objetivos será intensificar o trabalho no sentido conseguir, juntamente com as demais entidades municipalistas do Brasil, a tão sonhada readequação do atual pacto federativo injusto imposto pela União aos municípios.

“Neste primeiro mandato conseguimos várias conquistas, como é o caso da determinação da Justiça, motivada por uma ação da Famem, que obriga a União a restituir os municípios das perdas do FPM referentes aos últimos cinco anos. Esta questão ainda tramita na Justiça Federal, mas são grandes e reais as chances de obtermos vitória definitiva nos próximos meses. Também iremos atuar fortemente no sentido viabilizarmos recursos para construir a sede própria da entidade e estabelecermos novos mecanismos permanentes de diálogos com os Governos Federal e do Estado, por exemplo”, relatou.

Eleito 1º vice-presidente, o prefeito Hernando Macedo (Dom Pedro) avaliou que a recondução de Cutrim à presidência da entidade mostra o desejo dos prefeitos e prefeitas de permanecerem unidos em favor dos municípios e do Maranhão, independentemente de colorações partidárias. “A exemplo do presidente Gil, sou um gestor jovem e sei que muito posso contribuir com o municipalismo no Estado. É com este pensamento e desejo que, juntos, iremos trabalhar”.

Avaliação semelhante fez a prefeita Karla Batista Kabral (Vila Nova do Martírios), eleita 2ª tesoureira. De acordo com ela, é necessário que os gestores municipais continuem unidos. “O presidente Gil foi reeleito para continuar comandando este processo de fortalecimento dos municípios junto aos Governos e a classe política. Se as cidades estiverem mais fortes social e economicamente, nosso Estado também estará”.

Contatos

E-mail: assessoriaavancada@live.com
Telefone: 98 3236-1351
Celular: 98 8722-6094
Publicidade

Arquivos

Posts ordenados por data de publicação.
Publicidade