Publicidade

Luís Cardoso – Bastidores da notícia

Bastidores de notícias de política, judiciário, crime e esportes.

Busca em todo o site

Senador Roberto Rocha inaugura escritório político na cidade de Imperatriz

Política
 

Com o objetivo de regionalizar as ações e estreitar os vínculos da população tocantina com o seu mandato, o senador Roberto Rocha (PSB) vai inaugurar nesta próxima quinta-feira, 06, o Escritório de Representação Regional do Maranhão do Sul, na cidade de Imperatriz.

Além de aproximar a atuação parlamentar de Roberto Rocha com as demandas da região, o escritório regional tem a função de mediar as ações e informações do seu mandato e difundi-las para todos os municípios maranhenses.

Para o evento estão sendo aguardadas lideranças políticas da região e de todo o estado do Maranhão, como prefeitos, deputados estaduais e federais, líderes comunitários e outros.

A Região Tocantina abrange mais de vinte municípios, sendo uma das principais potencias econômicas do estado. Segundo o senador, a inauguração do escritório em Imperatriz é um compromisso assumido ainda em campanha: “Esse é mais um compromisso assumido com a população, que agora será realidade”, disse o senador.

O QUÊ- Inauguração do escritório senador Roberto Rocha “Maranhão do Sul”

QUANDO- 06 de abril de 2017, às 20:00h

ONDE- Rua Barão Rio Branco, 10, Centro- Imperatriz- MA.

Rigo Teles parabeniza o Cordino pela conquista do Campeonato Maranhense de Futebol 2017

Política
 

O líder do Partido Verde na Assembleia Legislativa, deputado Rigo Teles, parabenizou o Cordino e sua equipe pela conquista inédita do 1º Turno do Campeonato Maranhense de Futebol 2017. Com dois gols de Ulysses no fim do jogo, o Cordino venceu o Imperatriz, de virada por 2 a 1, e garantiu a conquista festejada pelo parlamentar, torcedores e amigos de Barra do Corda.

O parlamentar destacou que com a conquista, o Cordino garantiu a vaga na decisão do Campeonato Maranhense, na Copa do Brasil, na Copa do Nordeste e na Série D de 2018. Como vice-campeão, o Imperatriz volta à briga pelo título no segundo turno do Campeonato Maranhense. “A vitória do Cordino é uma honra para minha querida Barra do Corda”, destacou Rigo.

O emocionante jogo que consagrou o Cordino Campeão Maranhense de Futebol de 2017 aconteceu no sábado, (1º de abril), no Estádio Frei Epifânio. Aos 19 minutos do segundo tempo, o Imperatriz abriu o placar, quando o jogador Adauto aproveitou a liberdade na entrada da área do Cordino, esperou a saída do goleiro Eduardo Alves e marcou o gol de honra da equipe.

FORÇA E GARRA

O Imperatriz trabalhou a sequência do jogo na administração da partida, pois estava com vantagem. Mas, aos 39 minutos do segundo tempo, o artilheiro Ulysses subiu sozinho e empatou o jogo. Aos 45 minutos, Ulysses novamente subiu sozinho, cabeceou, marcou o segundo gol e a “Onça” garantiu a sua primeira conquista do 1º turno do Campeonato Maranhense de Futebol.

Para Rigo Teles a consagração do Cordino, da cidade de Barra do Corda, e o Imperatriz, da cidade de Imperatriz, como campeão e vice-campeão, é prova de que o futebol do interior do Estado do Maranhão tem que ser muito valorizado, muito bem organizado e ter as torcidas organizadas como os times de futebol da capital, Sampaio Corrêa, Maranhão e Moto Clube.

Concluindo, Rigo Teles parabenizou todos os times, especialmente o Cordino Esporte Clube, que com muita garra, força e determinação da equipe, conquistou o Campeonato Maranhense de Futebol. “Este ano a “Onça” mostrou mais uma vez sua raça e deixou para trás os grandes times, aos quais eu tenho o maior respeito, o Sampaio, o Moto e o Maranhão”, comemorou.

Em visita à Brasília deputado estadual Josimar de Maranhãozinho tem encontro com ex-governadora Roseana Sarney

Política
 

Recentemente o presidente estadual do PR deputado Josimar de Maranhãozinho (PR), viajou para Brasília cumprindo mais uma etapa da sua agenda partidária dentre os compromissos, uma visita a ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney (PMDB).

O tom da conversa foi amigável e como não poderia ser diferente as eleições de 2018 também entrou na pauta. É do conhecimento de todos que o parlamentar tem “trânsito livre” e muito respeito por parte do grupo da ex-governadora Roseana com quem manteve uma boa parceria quando prefeito e Roseana era governadora do estado. Atendendo a seu pedido Josimar apoiou o candidato à sucessão que obteve uma significativa votação nos municípios de Maranhãozinho e Centro do Guilherme.

 

O deputado Josimar é um politico independente que nos últimos anos fortaleceu muito o seu partido(PR) ajudando a eleger vários prefeitos, vice-prefeitos e vereadores no Maranhão.

 

Influente e leal a seus compromissos o parlamentar hoje é bastante valorizado em todos os segmentos políticos do estado, o deputado Josimar de Maranhãozinho deixou mais uma reunião agendada com a ex-governadora para os próximos dias.

Caema de Flávio Dino deixa milhares sem água em São Luís

Política
 

Como se não bastassem todas as praias impróprias para banhos em São Luís, o problema maior na capital persiste: a falta de água nas torneiras. Do centro a diversos bairros da periferia, o líquido precioso é uma raridade.

Nas ruas do Sol, Paz e Santana, vias que abrigam o maior volume de comércios, além de repartições públicas, a água passa semana inteira sem aparecer nas torneiras.Quem quiser que pague um carro pipa, mas as contas chegam todo mês e com os mesmo valores.

Mas na periferia a situação é mais lamentável. A água virou produto de luxo. Custa caro no carro pipa e nas carroças. A Caema do governador do estado se mostra impotente e Flávio Dino já até cogitou privatizar.

A Secretaria de Saúde, na gestão de Roseana Sarney comprou os tubos para melhorar o projeto Italuis, que transporta água do rio Itapecuru para São Luís, mas nos dos primeiros anos do governo de Flávio Dino nada foi feito.

No Residencial Amendoeira, no Maracanã, tem mais de duas semanas que a água não chega nas torneiras. As pessoas ligam pra Caema e eles respondem que estão indo verificar o problemas, mas nunca chegam.

Agora, o que a Caema quer chega todo mês sem nenhuma alteração de valore. Isto pode ser caracterizado como roubo.

 

 

Agora o Brasil vai: veja os políticos maranhenses que entrarão no Partido dos Homossexuais

Política
 

Agora o Brasil vai: Queremos um gay na Presidência do Brasil. Um maranhense teve a feliz ideia de criar o Partido Gay do Brasil. Agora os políticos já podem pular de partido e sair do armário.

É o que conta em sua coluna o Pinto Rego, informando quem são os gays que ocupam cargos públicos no Maranhão, assim como empresários, jornalistas e blogueiros que irão ingressar no novo partido, abrindo as portas do armário.

Continue lendo aqui…

 

Carlinhos Maranhão quer criar Partido Gay do Brasil

Política
 

Aumentar a participação de homossexuais na política e em defesa dos direitos das minorias sexuais oprimidas, além da disputa política entre direita, esquerda ou terceira via, surge no país uma via alternativa aos partidos, a criação do Partido Gay Brasileiro, tendo à frente o servidor público maranhense Luís Carlos Ferreira, de 42 anos.

Para ele, em vez da concorrência entre vermelho e azul na política, o futuro PGB pretende reunir todas as cores do arco-íris em uma plataforma que contenha a defesa dos direitos das minorias sexuais oprimidas, segundo.

Carlinhos Maranhão, como é mais conhecido, informa que a campanha pela criação do Partido Gay Brasileiro vai começar em novembro deste. assinaturas para a sua fundação. O Tribunal Superior Eleitoral exige 1000 milhão de assinatura de simpatizantes e etc

“A campanha será oficialmente lançada em outubro, um ano antes das eleições. ‘Não tenho pretensão de ganhar, o importante é disputar e conquistar espaço’, diz Carlinhos.

O fundador do PGB tenta conseguir apoio de simpatizantes e homossexuais e todos os gêneros ou com apoio de simpatizantes para ajudarem na formação do partido e fornece até seu telefone pessoal  (061)96753380 zap ¿ para quem deseja contribuir na campanha para a formação do primeiro partido gay da América Latina.

Em novembro do ano passado, ele esteve em Brasília, na Câmara dos Deputados onde disse que conseguiu bastante incentivo para continuar com a criação do partido. Carlinhos também já apelou para algumas autoridades Teresina (PI), que divide fronteira com Timon.

Garota é estuprada durante calourada na UFMA

Política
 

Por: José Linhares Jr.

Há sete meses o estudante Kelvin Rodrigues foi encontrado morto no Centro de Ciências Humanas na Universidade Federal do Maranhão após uma festa regada a bebida alcoólica chamada de “Encontro da Juventude Porra-Louca”. Como medida para garantir a segurança, o consumo livre de bebida alcoólica na universidade fora banido. Na sexta-feira a reitoria Nair Portela decidiu abolir a normativa e permitir o retorno das tais “calouradas”. Logo no primeiro evento voltaram a ser registrados assaltos dentro do Campus do Bacanga e, o pior, uma garota de apenas 18 anos diz ter sido estuprada dentro da UFMA durante a calourada.

Não irei expor o nome da vítima aqui por questões óbvias.

A garota procurou a delegacia da Vila Embratel e comunicou ter sido estuprada por volta das 22h30 da noite de sexta-feira (31). N.J.M. prestou queixa do crime no dia seguinte e relatou o estupro.

Segundo ela, por volta das 22h30 ela foi abordada por um desconhecido que se aproveitou do seu estado de embriaguez, a levou para um lugar isolado e cometeu o estupro. A jovem não conseguiu dar mais detalhes do ato.

O ato aconteceu um dia após uma palestra ter sido censurada na mesma UFMA sob a alegação de “medidas de segurança”.

Parece que pensamentos indevidos colocam a integridade dos estudantes mais em risco do que festas impróprias em locais indevidos, segundo os “donos” da UFMA. Parece que ridicularizar certas práticas políticas é muito mais ameaçador do que a irresponsabilidade em relação à segurança dos estudantes. Na UFMA ideias são mais perigosas do que um ambiente propícia a crimes.

Eu fico aqui pensando com meus botões sobre o que se passa na cabecinha dos “progressistas” da UFMA após lerem esse tipo de notícia no meu blog.

“Linhares, bem me lembro de você em calouradas quando estudante”, diz o intrépido leitor sedento de alguma desculpa para minimizar a notícia e a comparação. Os tempos hoje são outros completamente diferentes. Tanto que até o ano passado ninguém havia sido assassinado de forma cruel como Kelvin Rodrigues.

Como não podem desmerecer o fato, vão querer desmerecer a vítima.

“Essa história está mal contada”; “Por que ela foi com ele?”; “Ela não tinha nada que ter bebido”; “O que ela estava fazendo sozinha e bêbada?”.

Os argumentos mais inóspitos para tentar solapar a verdade inequívoca borbulham nos cérebros automatizados pelo ressentimento. “Dane-se o fato. Se ele foi noticiado por Zé Linhares Jr, deve ser desmentido, desmerecido e desprezado”. Cabeças pré-programas de espíritos sem nenhum tipo de programação.

E eu tenho convicção que uma parcela das feminazis que lê este texto em nenhum momento deve ter se solidarizado com N.J.M. Poucas delas devem ter tentado imaginar a angústia dessa garota. Poucas devem ter aplaudido sua coragem de procurar as autoridades legais mesmo em situação tão desfavorável. E não me surpreende se esse discurso imundo que culpa a vítima seja reproduzido agora pelas mesmas feministas que dizem combatê-lo pelo único motivo da notícia ter sido dada por mim e usada de forma cabal no desmascaramento do ambiente terrível da universidade hoje.

Ridicularizar a esquerda na UFMA não pode, propiciar ambientes onde garotas sejam estupradas pode.

O mundo dá voltas, meus caros.

CTA descentraliza bases e Presidente Dutra será a 1ª cidade contemplada

Política
 

A implantação da base no município faz parte do programa de descentralização do CTA, e que será ampliado para outras regiões. A base vai atender Presidente Dutra e mais 74 municípios adjacentes, alcançando, diretamente, mais de 2,3 milhões de pessoas.

Em visita a Presidente Dutra, o governador Flávio Dino anunciou a novidade e garantiu que até o final do ano a Região Central do Maranhão contará com os serviços do Centro. “Desde o ano passado eu estou sonhando em colocar uma base do CTA para atender essa região. Porque só tem em São Luís, não tem em outra cidade do Maranhão”, disse.

CTA cumpre um papel fundamental em dois serviços: saúde e segurança pública. O Centro vai funcionar com estrutura aeromédica, que vai garantir maior agilidade nos atendimentos de urgência e emergência para salvar mais vidas. Além disso, as Forças de Segurança do Estado ganharão um reforço aéreo, o que otimizará as ocorrências policiais mais graves.

A estrutura do CTA de Presidente Dutra será a primeira base avançada descentralizada do Maranhão. Será construída em uma área de cerca de sete mil metros quadrados, nas proximidades do aeroporto da localidade. Contará com amplo hangar que terá acomodação de aeronaves, equipes de mecânicos, reserva de armamentos e caminhão de combustível; e ainda, instalações para departamentos administrativos, alojamentos e demais dependências para a permanência das equipes policiais. O prédio terá um heliporto com iluminação adequada para a atividade aérea. Para o atendimento, além do efetivo militar, sendo alguns com formação também na área de saúde, o grupamento terá duas aeronaves – um helicóptero e um avião, dotados de alta tecnologia.

O diretor do CTA do Maranhão, coronel Ismael de Souza Fonseca, enfatiza as potencialidades do município para receber uma base fixa do CTA. Além da localização – na região central do Estado – tem ainda como benefício o fato de já possuir uma pista de pouso, que vai receber iluminação para que passe a ter as condições de voo noturno, possibilitando atendimento 24 horas. “A posição do município é estratégica e quando foi pensado um lugar para esta nova base do grupamento, a cidade, também pela sua abrangência de população, se mostrou totalmente viável”, avalia o diretor do CTA.

As equipes do CTA são formadas por efetivo das polícias Militar, Civil e Corpo de Bombeiros, que atuam de forma integrada e com apoio da Secretaria de Estado da Saúde (SES). O efetivo tem capacidade para atender ocorrência até o nível de alta complexidade, a exemplo de acidentes em BRs e MAs, locais de difícil acesso e salvamentos em mar.

“Com essa base estrategicamente posicionada, teremos um aéreo médico mais rápido e presente naquela região e entorno, tornando possível atendermos com melhores condições e em tempo hábil as missões de resgate, e, assim, salvarmos muito mais vidas”, ressalta o diretor do CTA, coronel Ismael Souza. A previsão é que a base esteja em operação até o final de 2017.

Descentralização do CTA

O Governo do Estado tem planos de implantar outro ponto descentralizado do CTA em Imperatriz, cuja estrutura está prevista para ser montada no quartel do 3º Batalhão da Polícia Militar. O objetivo é que a base atenda a demanda local e das demais cidades da Região Tocantina.

As duas localidades foram as primeiras selecionadas por serem pontos estratégicos para expansão dos trabalhos do CTA. O grupamento possui base em São Luís, e, atualmente, sua estrutura conta com três helicópteros, dois aviões e 89 profissionais, entre operadores, pilotos, mecânicos e apoio administrativo.

Governo Flávio Dino já repassou mais de R$ 1,4 milhão a faculdade de Gilmar Mendes

Política
 

Atual7

Ministro já teve governador do Maranhão como assessor direto no STF. Curso online deveria alcançar 600 servidores, mas apenas 352 foram beneficiadosO governo Flávio Dino, do PCdoB, já repassou exatos R$ 1.446.966,40 (hum milhão, quatrocentos e quarenta e seis mil, novecentos e sessenta e seis reais e quarenta centavos) para o Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), faculdade que, segundo o cadastro de empresas da Receita Federal, tem o ministro Gilmar Mendes, membro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), entre seus sócios.

O valor foi levantado pelo ATUAL7 a partir de dados abertos no Portal da Transparência do governo estadual, e corresponde ao contrato de R$ 1.808.708,00 (um milhão, oitocentos e oito mil, setecentos e oito reais) assinado entre a Escola de Governo do Maranhão (EGMA), órgão ligado à Secretaria de Estado da Gestão e Previdência (Segep) e o IDP, por inexigibilidade de licitação, em novembro de 2015.

Mendes já teve Dino como como seu assessor direto, no Supremo.

contrato-egma-segep-idp-gilmar-mendes

De acordo com a resenha do contrato, pela bagatela, o instituto do ministro se comprometeu a realizar, pelo período de 12 meses, um “curso online de Aperfeiçoamento e Atualização nos Fundamentos e Procedimentos da Administração Pública”.

Embora o documento garanta que o curso seria ministrado para 600 servidores, matéria distribuída pelo próprio Palácio dos Leões dá conta de que apenas 354 assistiram as aulas — quantidade inventada pelo governo, pois o número oficial de beneficiados foi um pouco menor, de apenas 352, conforme consta na página 6 do Relatório de Gestão 2016 da EGMA. Chama também a atenção o fato do nome do instituto do ministro ter sido inserido modificado no Portal da Transparência.

O ATUAL7 enviou e-mail a ser repassado pela Secretaria de Estado da Comunicação e pelo IDP, respectivamente, a Flávio Dino e Gilmar Mendes, para que ambos comentem o dispêndio, e aguarda resposta. A reportagem solicitou, ainda, por meio da Lei de Acesso à Informação, acesso capa a capa de todo o processo, inclusive a comprovação da quantidade de servidores que participaram do curso.

repasses-egma-idp-gilmar-mendes

Convênio e gentileza

Em setembro do ano passado, Gilmar Mendes chegou a vir ao Maranhão, para participar da solenidade de encerramento do curso online. Durante discurso, o ministro fez entender que havia sido firmado um convênio entre a EGMA e o IDP. Ele defendeu o investimento feito pelo governo comunista.

“Estou muito feliz de participar do encerramento desse curso, que foi ministrado pelo IDP, em convênio com o Governo do Estado, e certamente temos que investir muito na qualificação dos servidores. A gente sabe que um dos grandes déficits do país é qualidade da gestão, a qualidade do serviço público. E isso precisa ser enfatizado e superado”, defendeu.

Já Dino, por sua vez, foi mais longe. Embora ciente do contrato milionário por inexibilidade de licitação com o instituto do ministro e ex-chefe, o governador do Maranhão declarou que havia celebrado uma “parceria”, e que o instituto “gentilmente” firmou convênio com o seu governo.

“Nós agradecemos muito a parceria do Instituto Brasiliense de Direito Público, uma instituição muito credenciada e respeitada no nosso país e que gentilmente conveniou conosco e fez o provimento do curso, do conteúdo e professores”, destacou.

Relatório da reforma política prevê fim dos vices e voto em lista; veja propostas

Política
 

Deputado Vicente Cândido (PT-SP), relator da comissão especial da Câmara que discute o assunto adiantou conteúdo ao G1. Ele deve apresentar relatório final nesta terça-feira (4) à comissão.

O relatório, que deverá ser apresentado na terça-feira (4) à comissão especial que discute o tema, também prevê a criação de um fundo para financiar campanhas eleitorais abastecido em 70% com recursos públicos. Os 30% restantes viriam de doações de pessoas físicas – atualmente, a legislação proíbe a doação de empresas a campanha eleitorais.

Outra mudança prevista no parecer de Vicente Cândido é no sistema de votação das eleições legislativas. Durante um período de transição seria instituído o voto em lista fechada, pela qual o eleitor vota em uma relação de nomes previamente escolhidos pelos partidos. Esse modelo prevê que as vagas destinadas a determinada legenda são preenchidas pelos candidatos na ordem em que aparecem na lista.

Depois, segundo a proposta do relator, esse sistema migraria para o distrital misto, por meio do qual metade das vagas no Legislativo é preenchida por lista fechada e outra metade pelo voto nos candidatos distribuídos em distritos (cada município ou estado é dividido em regiões que escolhem seus candidatos internamente). Atualmente, o eleitor vota diretamente no candidato ou no partido para preencher as vagas de vereador, deputado estadual ou federal – confira mais abaixo as principais mudanças propostas pelo relator.

No caso de presidente, governador, prefeito e senador, o modelo vigente seria mantido. Pela regra atual, vota-se diretamente no candidato ou no partido e é eleito aquele que receber o maior número de votos.

Críticas

Críticos da lista fechada argumentam que o modelo poderá beneficiar os políticos que querem se eleger para manter o foro privilegiado, em que só podem ser julgados pelos tribunais superiores.

Para Vicente Cândido, o argumento não tem fundamento. “O investigado na Lava Jato vai ficar em evidência estando na lista ou fora da lista. Ele poderá ser eleito numa carona de puxador de voto às vezes desapercebido pelo eleitor. Então, não é isso. Se ele estiver na lista, o partido vai ter que explicar o porquê, vai ter que apresentar currículo”, afirma.

Sobre o fim do cargo de vice, o relator diz que esse é o ponto em que há “menor atrito”. “Até agora ninguém se levantou contra. Professores do México estiveram aqui semana passada e disseram que o país acabou com os vices em 1917, com a constatação de que vice só conspira”, diz.

Na visão do petista, o país joga “dinheiro fora” ao manter esses cargos. “Temos quase 6 mil vices no Brasil, que devem ter no mínimo mais dois cargos [de assessor]. Então, temos um exército de 15 mil pessoas que ganham para não fazer nada. Se o vice não faz nada, não tem por que ser assessorado”, completa.

Segundo o relator, embora o relatório esteja pronto, ele ainda se reunirá com lideranças partidárias e poderá fazer algum ajuste de última hora.

A expectativa dele é que o parecer seja votado neste mês na comissão e, em maio, no plenário da Câmara.

“Havendo acordo entre líderes – ainda tenho reuniões na segunda-feira -, apresento o parecer na terça. O relatório vai estar pronto, poderá ter um ou outro ajuste. Se acharem conveniente, seguro para conversar um pouco mais com as bancadas. Isso não será nenhum problema”, diz. Relator da reforma política na Câmara diz que vai propor lista fechada

As principais propostas do relator

VICES

  • Como é hoje: Presidente da República, governadores e prefeitos têm vices, que são eleitos na mesma chapa.
  • Como ficaria: O Brasil deixaria de ter o cargo de vice em todas as instâncias.

DATAS DAS ELEIÇÕES

  • Como é hoje: O país realiza eleições a cada dois anos. Nas eleições gerais, o eleitor escolhe presidente, governador, além de senador, deputado federal e deputado estadual. Nas eleições municipais, o eleitor vota em prefeito e vereadores.
  • Como ficaria: Em um ano, a eleição seria só para preencher os cargos do Legislativo e, em outro, só os do Executivo. Pela proposta, o cronograma de implantação do modelo ficaria assim: em 2018, seriam eleitos presidente e governador para um mandato de cinco anos. Também seriam escolhidos os deputados federais e estaduais para mandatos de quatro anos, além de parte dos senadores (que têm mandato de oito anos); em 2020, seriam eleitos prefeitos para um mandato de três anos e vereadores para mandatos de dois anos; em 2022, seriam realizadas eleições gerais legislativas (deputados federais e estaduais e parte dos senadores); em 2023, haveria eleições gerais para o Executivo (presidente, governadores e prefeitos); em 2038, haveria a primeira coincidência de eleições: no primeiro domingo de outubro, teria votação para o Legislativo. No último domingo de outubro, para o Executivo. E, no último domingo de novembro, o segundo turno, se houver.

REELEIÇÃO E DURAÇÃO DO MANDATO

  • Como é hoje: Presidente, governador e prefeito têm mandato de quatro anos e podem ser reeleitos.
  • Como ficaria: Passada a fase de transição, os mandatos passariam a ser de cinco anos, e a reeleição ficaria proibida para presidente, governador e prefeito. O mandato de deputado estadual e federal continuaria a ser de quatro anos e o de senador, de oito anos.

SISTEMA ELEITORAL

  • Como é hoje: O eleitor vota no candidato ou no partido para preencher as vagas de deputados federais, estaduais e vereadores. No entanto, os eleitos são definidos por um cálculo, chamado quociente eleitoral, baseado nos votos válidos do candidato e do partido ou coligação. A partir desse cálculo, são estipuladas as vagas a que cada partido (ou coligação) tem direito. Os candidatos do partido ou da coligação com mais votos ficam com as vagas.
  • Como ficaria: A lista fechada seria implantada nas eleições de 2018 e de 2022. A partir de 2026, passaria a vigorar o sistema distrital misto, também conhecido como sistema alemão, em que metade das vagas é preenchida por lista fechada e a outra, pelo voto direto nos candidatos, distribuídos em distritos a serem definidos.

FINANCIAMENTO DE CAMPANHA

  • Como é hoje: Por decisão do Supremo Tribunal Federal, empresas não podem mais fazer doações de campanha. Partidos e políticos podem receber recursos por meio do Fundo Partidário ou de pessoas físicas (até o limite de 10% do seu rendimento).
  • Como ficaria: Os recursos para financiar as campanhas eleitorais viriam de um fundo a ser criado especialmente para isso. Pela proposta do relator, 70% viriam do orçamento público. Os demais 30% seriam doações de eleitores, que ficariam limitadas da seguinte maneira: a um salário mínimo durante os dois meses de prévias ou pré-campanha; a um salário mínimo durante os dois meses do primeiro turno; e a mais um salário mínimo durante o segundo turno, se houver.

COLIGAÇÕES

  • Como é hoje: Os partidos podem se unir em coligações para disputar as eleições, mas não precisam mantê-las durante os mandatos. Com isso, somam recursos do fundo partidário (abastecido com dinheiro público e distribuído entre os partidos de acordo com o número de deputados federais) e tempo de propaganda gratuita de rádio e televisão. Com as coligações, os votos obtidos pelos partidos que a integram são compartilhados entre os candidatos no Legislativo. Um candidato pouco votado pode ser eleito se fizer parte de uma coligação com muitos votos.
  • Como ficaria: As coligações ficam proibidas. Os partidos poderão constituir uma federação para a disputa eleitoral e, até o fim da legislatura, ficam obrigados a integrar o mesmo bloco parlamentar na casa legislativa para a qual elegeram representantes.

Deputado Zé Inácio realiza lançamento da candidatura à presidência estadual do PT  

Política
 

O deputado Zé Inácio realizou no sábado (01) o lançamento da candidatura à presidência estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), por meio do Processo de Eleições Diretas (PED) do partido, com a chapa “Por um Maranhão mais Justo para Todos e para Lula”. O evento ocorreu no Structura Buffet, em São Luís, com a presença de, em média, 300 convidados.

Durante o evento, que contou com a presença de lideranças políticas de diversos municípios do Estado, foram apresentadas as propostas de campanha, atividades realizadas pelo deputado enquanto liderança política do PT e aberto o espaço para falas dos candidatos à presidência municipal do partido em todo o Maranhão, entre eles o candidato à reeleição como presidente municipal do PT em São Luís, Fernando Magalhães.

O deputado abordou a trajetória política realizada por ele dentro do partido. “Quando iniciei no PT, ainda jovem, tínhamos os ideais de estudantes e, juntamente com o vice-prefeito de Bequimão, Sidney Nogueira, demos início ao Partido no nosso município. Posso dizer que toda a minha carreira política foi construída dentro do PT”, afirmou.

Zé Inácio também falou sobre a abordagem utilizada por ele enquanto candidato à presidente estadual do PT. “Eu respeito a história e a militância de cada um, e acredito que juntos podemos construir um PT cada vez mais forte e democrático”.

Para a presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT- MA), o compromisso de Zé Inácio com os trabalhadores e trabalhadoras é de extrema importância. “Precisamos de um presidente que entenda as necessidade dos trabalhadores e que lute pela nossa democracia, dialogando com as bases sociais e, por isso, apoio Zé Inácio”, falou. Já para o presidente do Sindsep/MA, Raimundo Pereira, o principal destaque na escolha em apoiar Zé Inácio como candidato é o fortalecimento do PT. “Com Zé Inácio presidente teremos um maior diálogo com os municípios, unificando ainda mais o partido”, disse.

Além disso, o deputado agradeceu a presença de candidatos e lideranças políticas da oposição que fizeram presença no lançamento. “Agradeço aos companheiros Márcio Jardim, Eri Castro e Paulo Romão pela presença no Lançamento da Chapa Estadual ‘Por um Maranhão mais Justo para Todos e para Lula’. A presença de vocês reforça o espírito de unidade que estamos dispostos a construir, e que vai além do PED-PT”, enfatizou.

A etapa municipal do PED ocorrerá no próximo domingo, 09 de abril. As chapas que concorrem pela presidência estadual, além da “Por um Maranhão mais Justo para Todos e para Lula”, bem como os respectivos candidatos a presidente estadual do PT são: Chapa Mudança- Lobato, Chapa Lula Presidente- Paulo Romão, CNB na Luta- Francimar, e Piracema Já – Eri Castro.

Após acusação de assédio, Globo tira José Mayer de novela

Política
 

Catraca Livre

Após as acusações de assédio sexual feitas por uma figurinista, a TV Globo decidiu tirar o ator José Mayer do elenco de uma nova trama da emissora que estreia no ano que vem.

O ator tinha sido reservado por Aguinaldo Silva para participar da próxima novela das nove, “O Sétimo Guardião”. Segundo a coluna de Fernando Oliveira, no jornal Folha de S. Paulo, a emissora deve tirar Mayer do ar por um tempo “para evitar desgaste”.





  • Enquetes

    Se a eleição fosse hoje, em quem você votaria para governador do Maranhão?

    Ver Resultados

    Carregando ... Carregando ...
  • Conheça a Creche Escola Luluzinha

  • Contatos

    E-mail: [email protected]
    Telefone: 98 3236-1351
    Celular: 98 8722-6094

    Arquivos

    Posts ordenados por data de publicação.