Publicidade

Luís Cardoso – Bastidores da notícia

Bastidores de notícias de política, judiciário, crime e esportes.

Busca em todo o site

Uma greve com formato de baderna e tumulto não tem o apoio da população

Política
 

A greve é o único instrumento que o trabalhador tem para conquistar seus pleitos. Ate aqui tudo bem, tudo bacana. Porém, ameaçar pessoas, espancar quem não queira paralisar, cercear  o direito de ir e vir do cidadão, é mais que baderna, é crime. Foi o que estamos assistindo desde cedo de hoje.

Confira esse ato criminoso em um aeroporto:

Júnior Verde participa da inauguração de escola construída por agricultores de Balsas e cumpre agenda em outros municípios

Política
 

O deputado estadual Júnior Verde (PRB) cumpriu extensa agenda em diversos municípios no Sul do Estado desde o início desta semana. Na segunda-feira (24), o parlamentar participou da inauguração de uma escola reformada e ampliada pelos agricultores do povoado Vargem Limpa, no município de Balsas.

 

Júnior Verde foi convidado para a inauguração por conta do seu empenho para obtenção do fornecimento de energia elétrica no povoado, por meio do Projeto Luz para Todos, do Governo Federal.

“A escola não tinha luz, nem banheiros ou condições de funcionamento. Depois que a energia foi levada para a região, foi possível que os agricultores se unissem para recuperar a escola, que vai atender ainda os povoados de Cacimbinha, Gado Bravim e Passagem da Ponte, beneficiando centenas de famílias”, declarou Júnior Verde, durante a entrega da chave ao prefeito de Balsas, Erik Costa.

Durante a noite, em sessão realizada na Câmara Municipal de Balsas, Verde utilizou a tribuna para destacar todas as ações realizadas até agora em seu mandato, em defesa do desenvolvimento de Balsas e região. “Prestamos contas do nosso mandato participativo e apresentamos os resultados dos nossos esforços”, destacou o deputado, que recebeu várias demandas dos vereadores, dentre eles, Tião Saraiva, que solicitou a entrega do hospital regional.

Júnior Verde também foi recebido pela Câmara Municipal de Carolina, a convite dos vereadores do PRB, Lins e Ernesto. Na ocasião, travaram debates produtivos em defesa do município. “Vamos levar todas as demandas que nos foram colocadas ao Governo do Estado, entre elas, o Programa Água para Todos”, garantiu.

Em Ribamar Fiquene, o parlamentar participou de uma reunião na Colônia de Pescadores com o presidente José Edilson, e os vereadores Clésio, Adão e João. Na oportunidade, vistoriou a creche cujas obras de responsabilidade do Governo Federal encontram-se paradas, causando sérios prejuízos ao município.

“Faremos também esta solicitação ao Governo Federal solicitando a imediata retomada da construção desta unidade. Precisamos otimizar os gastos públicos, e é inadmissível obras paradas que causam prejuízos às políticas sociais”, completou.

Em dia de greve, cabarés começaram a funcionar desde cedo em São Luis

Política
 

Donos e donas de cabarés usaram uma estratégia para atrair clientes aos seus estabelecimentos. Acordaram as operárias mais cedo e mandaram anunciar que em suas casas não tem paralisação. “Aqui periquita não tem folga. Venham que estão esperando vocês, limpinhas e cheirosinhas”, informa uma das donas pelas redes sociais.

 

Roseana ultrapassa Flávio Dino no terceiro dia da enquete do blog

Política
 

Nos dois primeiros dias da enquete no ar, o governador Flávio Dino esteve sempre à frente da sua concorrente, a ex-governadora Roseana Sarney. Isto durou até ontem, por volta das 20h. Mas hoje Roseana amanheceu na liderança.

De acordo com os números indicados pelos internautas do blog mais acessado do Maranhão, até agora às 10h30, a ex-governadora obteve 38%, Flávio Dino 37%, Maura Jorge 12%, Braide 5%, Roberto Rocha 4%, Marlon Reis 2%, João Alberto 1%, e Edinho Lobão 1%.

Cada aparelho permite apenas um voto e a enquete vai permanecer no ar até o dia 5 de maio. Os números de votantes, que já passam de 3 mil, são superiores aos que os institutos de pesquisas ouvem para medir as preferências.

Para quem ainda não votou, o momento é agora de escolher aquele que você acha que será melhor para o Maranhão. Vote ao lado. Participe!

Rosário realiza Feira do Trabalhador Rural

Política
 

Nesta quinta-feira, 27, a Prefeitura de Rosário, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, realizou a Primeira Feira do Trabalhador Rural Rosariense. O evento aconteceu na Praça Iron Rocha (Praça da Prefeitura).

Durante a abertura, a prefeita de Rosário, Irlahi Moraes (PMDB), destacou a importância da ação para o desenvolvimento do setor no município. “É de fundamental importância que sejam criadas atividades para divulgar o que produzimos em nossa cidade, para que possamos pensar em incremento da produção”.

 

A Feira foi iniciada às 8h30, com a apresentação do Plano de Desenvolvimento Rural Sustentável, feita pelo secretário Municipal de Agricultura, Valter Costa. Posteriormente, foi realizada a assinatura da Lei do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), seguida da apresentação do Sistema de Cadastro e Identificação do Agricultor Familiar Rosariense (CIS-CIAFER) – criado em parceria com o IFMA – e o lançamento da Campanha de Combate à Febre Aftosa. “A Feira também foi uma oportunidade para a distribuição de sementes de feijão e para o sorteio de ferramentas aos agricultores”, conta Valter Costa.

 

 

Cerca de 20 expositores participaram da Feira. Dentre os produtos em exposição havia peixes e galinha caipira e vegetais típicos do município, como milho, macaxeira, limão, pequi e pimentas. “Foi um momento, também, para comercialização”, revela o secretário Valter Costa.

 

Além dos expositores, participaram da Primeira Feira do Trabalhador Rural Rosariense representantes da presidência dos Agricultores de Rosário, representantes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED), da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (AGERP), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), bem como de  vereadores e secretários municipais.

O dia em que São Luís parou: 100% da frota de ônibus recolhidos nas garagens

Greve / Maranhão
 

Embora a Justiça Regional do Trabalho tenha garantido que 60% dos ônibus estariam circulando na capital, desde às zero hora nenhum coletivo era visto nas ruas de São Luís. A cidade praticamente parou. Desde cedo da madrugada era possível acompanhar as movimentações de sindicalistas e trabalhadores fazendo barricadas para impedir a ida e vinda das pessoas em pontos estratégicos da capital.

A paralisação nacional é um protesto contra as reformas da previdência, trabalhista, terceirizações e outras reivindicações. Nas imagens abaixo a gente observa que muitas pessoas saíram de suas casas andando para chegar ao trabalho, assim como diversas outras caminhavam para os pontos onde estão acontecendo as concentrações.

Neste primeiro balanço da greve em São Luís, o blog inorma que as entradas e saídas da capital estão interditadas, a partir do km 01 até a cidade de Bacabeira, por do Itaqui na entrada também ocupado, na área Itaqui/Bacanga ninguém entra e nem sai, o aeroporto parcialmente ocupado, os bancos estão fechados, alguns comércios se arriscaram e abriram as portas e apenas algumas escolas particulares funcionam no dia de hoje.

Acompanhe aqui no blog toda a movimentação no Maranhão sobre essa dia de paralisação geral.

Roberto Rocha vota pelo fim do foro privilegiado

Roberto Rocha
 

Senador maranhense disse que as autoridades não podem ter mais direitos e privilégios que cidadão comum

O Senado Federal aprovou por unanimidade na noite desta quarta-feira (27), em primeiro turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 10/2013, que acaba com foro especial para diversas autoridades. Pelo texto aprovado, fica mantido o foro por prerrogativa de função somente para o presidente da República e para os presidentes do Supremo Tribunal Federal, da Câmara dos Deputados e do Senado.

Ministros de estado, governadores, prefeitos, presidentes das câmaras municipais e assembleias legislativas, presidentes e ministros de tribunais superiores e de justiça dos estados, ministros do Tribunal de Contas da União, além do procurador-geral da República, embaixadores, integrantes de tribunais regionais, juízes federais e integrantes do Ministério Público, perdem o foro especial

Para o senador Roberto Rocha (PSB-MA), o Brasil avança ao igualar os direitos das autoridades públicas aos do cidadão comum. “Existem quase 40 mil pessoas com direito ao foro privilegiado. É irreal e algo que não existe em países como os Estados Unidos e no continente europeu. A nossa constituição é muito clara, quando diz que todos são iguais perante a lei. Portanto, o fim do foro privilegiado coloca todos no mesmo patamar de direitos e deveres”, disse.

A Proposta de Emenda à Constituição permite a prisão de membros do Congresso Nacional condenados em segundo grau, nas infrações comuns. Além disso, a PEC inclui expressamente a proibição de que seja instituído qualquer outro foro especial no futuro. “O fim do foro corrige distorções e impede que mais injustiças possam reinar ainda no Brasil. Igualar os direitos a todos moraliza a sociedade e deixa para trás fragmentos e costumes aristocráticos e incomuns”, afirmou Roberto Rocha.

Se aprovada em segundo turno no Senado, a PEC 10/2013 será encaminhada para deliberação em dois turnos na Câmara dos Deputados. Se for aprovada, ela segue para a promulgação pelo presidente do Congresso Nacional.

VEJA O VÍDEO:https://www.facebook.com/robertorocha400/?fref=ts

Sem foro, políticos serão julgados este ano, estima senador Alvaro Dias

Política
 

Folha.com

Eduardo Anizelli/Folhapress
BRASILIA, DF, BRASIL, 11-05-2016: O senador Alvaro Dias (PV-PR), discursa durante sessao do impeachment da presidente Dilma Rousseff, no Senado Federal. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress, PODER)
O senador Alvaro Dias (PV-PR) discursa durante sessão no Senado Federal em Brasília

BRUNO BOGHOSSIAN
DE BRASÍLIA

Autor do projeto que acaba com o foro privilegiado para praticamente todas as autoridades, aprovado em primeiro turno na quarta (26) no Senado, o senador Alvaro Dias (PV-PR) disse acreditar que políticos envolvidos na Lava Jato poderão ser julgados até o fim deste ano em primeira instância caso a proposta avance.

O parlamentar afirmou que a tendência do Supremo Tribunal Federal de rever parcialmente o foro privilegiado de políticos, limitando-o a atos praticados durante o mandato, seria insuficiente, mas foi um estímulo à aprovação do texto no Senado.

Para Dias, a manutenção do foro levaria à prescrição de ações da Lava Jato e daria sabor “amargo” à operação.

*

Folha – O sr. apresentou essa proposta em 2013, mas ela só foi a plenário quando o STF preparava um julgamento que restringiria principalmente o foro dos políticos. Houve uma reação dos parlamentares?
Alvaro Dias – Foi um estímulo, mas não decisivo. O projeto estava destinado a ser aprovado, dada a pressão popular. Mesmo os que não gostam da ideia não teriam coragem de rejeitar.

Trata-se de uma retaliação dos políticos, para acabar também com o foro de juízes e outros agentes públicos?
Aqueles que admitiam o fim do foro só admitiam se fosse para todos, mas teve peso: o fato de extinguir o foro privilegiado de todos, inclusive do Poder Judiciário, contribuiu para agregar apoio. O STF poderia promover uma restrição parcial, o que não seria suficiente. [Iria contra] o objetivo de uma nova Justiça no país.

Há 28 senadores alvos de inquérito no STF pela Lava Jato. Por que decidiram votar contra esse privilégio?
O desgaste seria desproporcional e infrutífero, porque a tendência era a aprovação, mesmo com votos contrários.

Com a proposta, haverá um excesso de ações em primeira instância contra políticos?
Não creio. Ações são impetradas em funções de crimes praticados. Haverá uma distribuição dessas ações. O instituto do foro privilegiado é o paraíso da impunidade: 68% das ações dos últimos anos prescreveram. Até 2011, apenas quatro autoridades foram condenadas pelo STF. Nos últimos anos, só 0,78% das ações culminaram em condenação.

Como avalia a ideia de políticos de criar cortes especiais para julgar autoridades?
Seria a transferência do privilégio. Com o foro, ao final da Lava Jato, nós sentiríamos sensação amarga de impunidade, porque certamente políticos não seriam julgados. A operação é um sucesso, mas será retumbante com o fim do foro.

A nova legislação terá efeito sobre ações e inquéritos da Lava Jato em andamento?
Sim, porque estamos na fase de investigação, e quem define o foro a partir da aprovação desse projeto é o Código de Processo Penal, que define como foro o local de infração, a não ser quando houver juiz competente. Então todas essas ações que dizem respeito à Operação Lava Jato serão remetidas ao juiz Sérgio Moro.

Qual será o efeito prático?
Os procedimentos ganharão celeridade com a transferência para a primeira instância. Em média, depois do julgamento de primeira instância, em 120 dias há o julgamento em segunda instância, quando se pode decretar a prisão do condenado. Vai passar a sensação de que a impunidade está sendo derrotada.

Em quanto tempo haverá esse efeito?
Se tivermos uma tramitação célere na Câmara, daqui a alguns meses, ainda este ano provavelmente, teremos o resultado prático, porque teríamos a redistribuição das ações e veremos resultado imediato, com julgamento. O que ocorre na primeira instância é a celeridade. Quando o juiz Moro colhe o depoimento, ele julga, aplica a penalidade e vai para a segunda instância.

O texto será modificado na Câmara?
Não há o que ajustar no texto, a não ser que se deseje deformar a proposta, minimizando seus efeitos, criando alternativas de privilégio.

Já existe entendimento para votação na Câmara?
Não houve nenhuma providência em relação a isso. O primeiro ponto é convencer o presidente Rodrigo Maia a colocar em tramitação.

O texto esperou quatro anos para ser votado. Pode ficar parado de novo?
É possível, mas agora é mais difícil. A decisão do Senado é uma pressão forte sobre a Câmara. Ficará difícil adotar expedientes protelatórios, porque será um desgaste enorme.

Celulares de deputados são clonados e políticos sofrem golpe

Política
 

Folha.com

Renato Costa/Folhapress
Deputado Arthur Maia, relator da reforma da Previdência, durante entrevista no Planalto, em Brasília, após reunião com o presidente Temer
Arthur Maia (PPS-BA), relator da reforma da Previdência, teve seu celular clonado

BRUNO BOGHOSSIAN
LAÍS ALEGRETTI
DE BRASÍLIA

 

Em um dia de atividade parlamentar intensa na Câmara dos Deputados, os números de celular de pelo menos dois deputados governistas foram clonados por pessoas que enviaram mensagens a outros políticos para pedir dinheiro.

A mensagem causou confusão no grupo de WhatsApp da bancada do PSDB na Câmara, e um parlamentar chegou a fazer uma transferência no valor de R$ 5 mil, segundo políticos ouvidos pela Folha.

O relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), teve que deixar o prédio do Congresso Nacional, entre várias reuniões, para ir até uma operadora de telefonia na noite desta quarta-feira (26). Por volta das 19h, quando as atenções estavam voltadas para a votação da reforma trabalhista do presidente Michel Temer, o celular dele disparou a seguinte mensagem aos contatos do WhatsApp: “Alguém usa Banco do Brasil, pelo aplicativo do celular ou pelo computador?”.

Pelo número do celular do deputado tucano Marcus Pestana (MG), foi enviada uma mensagem com o mesmo conteúdo. Em seguida, o responsável pela clonagem dizia aos contatos que havia excedido o limite diário de transferência e precisava do apoio dos colegas.

“Meu limite diário [é] de 10.000,00, como fiz transferência pela manhã nesse valor, tá excedido, só consigo agora depois de meia noite”, escreveu. “Preciso transferir 5.000 agora, consegue fazer pra mim, mais tarde assim que o limite retornar te transfiro de volta.”

Parlamentares relataram que o deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) enviou aos colegas, pelo aplicativo, o comprovante da transferência, no valor de R$ 5 mil, para uma conta com o nome de Évelyn Santos. A imagem foi mostrada à reportagem, sob a condição de que não fosse reproduzida.

Nesta quinta-feira (27), Hauly disse que foi “avisado” e conseguiu “se safar” a tempo do golpe, sem detalhar como teria conseguido reverter a situação. Ao ser questionado, por telefone, sobre o que ocorreu, o deputado informou que não gostaria de comentar o assunto.

A assessoria de imprensa de Arthur Maia informou que, no caso dele, não houve tempo de os bandidos enviarem mensagens com o pedido de empréstimo. Ele bloqueou o telefone e conseguiu, em cerca de 30 minutos, enviar um esclarecimento aos contatos do WhatsApp para alertar que tinha sido vítima de um golpe.

Depois do ocorrido, os dois parlamentares acionaram a Polícia Federal, que foi até a Câmara e informou que irá investigar o caso.

“Apresentei uma notícia-crime e a Polícia Federal vai investigar o caso”, disse Marcus Pestana. “Situações como essa mostram a fragilidade e a exposição involuntária a que todos nós ficamos submetidos nesse mundo digital.”

A Folha entrou em contato com a assessoria de imprensa da Polícia Federal e aguardava uma resposta até a última atualização desta reportagem.

Flávio Dino constrange deputado Fábio Macedo em solenidade no Palácio dos Leões

Política
 

O governador Flávio Dino (PC do B) deu mais uma prova de que não sabe valorizar aqueles que lhe ajudaram a chegar onde chegou.

Família Macedo continua sendo desvalorizada por Flávio Dino

O deputado Fábio Macedo (PDT) passou por um grande constrangimento nesta tarde, no Palácio dos Leões, durante uma solenidade de entrega simbólica de ambulâncias.

Dino, acompanhado do seu fiel escudeiro, o secretário estadual de Comunicação e Articulação Política e presidente do PC do B no Maranhão, Márcio Jerry, tentaram fazer política em favor do secretário estadual de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, que é pré-candidato a deputado estadual.

Os dois comunistas chamaram Soares para fazer a entrega das chaves de uma ambulância para o prefeito de Buriti, Lourinaldo da Silva, como se ele tivesse sido o responsável pela conquista.

Ocorre que Naldo, como é mais conhecido na cidade, é aliado político de Fábio Macedo, já tendo declarado, inclusive, apoio a sua reeleição.

A falta de consideração por parte de Dino e Jerry fez Fábio Macedo, verdadeiro responsável por este e outros benefícios que o governo tem dado ao município de Buriti, reagir duro.

Ele bateu na mesa e afirmou que aquilo era um absurdo, que o governador não tem consideração por seus aliados. Em seguida, retirou-se do salão de atos do Palácio dos Leões acompanhado do próprio Naldo.

Fábio Macedo é filho do empresário Dedé Macedo e irmão do ex-prefeito Hernando Macedo (ainda filiado ao PC do B), de Dom Pedro.

A família Macedo sempre foi aliada de primeira hora de Flávio Dino, tendo o apoiado nas duas eleições para o governo.

Foi de Dedé que Flávio Dino recebeu apoios logísticos consideráveis, dentre eles um helicóptero que o comunista utilizava nas suas andanças pelo interior em 2014, quando ainda era candidato.

Mas Flávio Dino não tem consideração por aqueles que, verdadeiramente, o ajudaram.

A falta de habilidade política do governador e de Márcio Jerry deve gerar retaliações por parte de Fábio Macedo e de outros deputados, dentre eles Othelino Neto (PC do B), Júnior Verde (PRB), que integram o grupo de parlamentares que estão sendo traídos por Dino e seu governo.

É aguardar e conferir.

“Mais que conhecimento científico, é ampliação de visão de mundo”, diz Ana do Gás em Cururupu sobre Programas do Governo Para os Jovens

Política
 

A deputada estadual Ana do Gás (PCdoB) esteve no último dia 24 na baixada maranhense na cidade de Cururupu onde acompanhou o lançamento de editais de programas do governo do Estado direcionados à juventude. Foram apresentados à população os editais dos programas Juventude com Ciência; Tour Jovem Cidadão; Aulão do Enem e Geração Ciência.

O evento aconteceu no Centro de Convenções ‘O Precursor’ e ao lado da prefeita Professora Rosinha, do vice Ribamar Santos, de vereadores e da Secretária de Estado da Juventude, Tatiana Pereira, a parlamentar destacou a importância de ações como esta:

“Esse é um grande presente para os jovens cururupuenses fruto de uma grande parceria da prefeita professora Rosinha com o governo do Estado e que tem meu total apoio. Aos jovens que souberem aproveitar a chance, terão a chance de crescer em todos os sentidos, pois mais que aprendizado científico, é ampliação de visão de mundo. Mais uma notável iniciativa do Governador Flávio Dino e dos seus secretários e órgãos competentes que estão visivelmente comprometidos com a educação e futuro dos nossos jovens. Parabenizo a professora Rosinha pelo trabalho que vem desempenhando na prefeitura de Cururupu, onde em quatro meses de mandato, já trouxe muitas melhorias para o município. Mulher de atitude e competente e que admiro muito!”, exclamou Ana do Gás.

Os programas acontecem através da parceria das Secretarias de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti); Secretaria de Juventude (Seejuv); Cultura e Turismo (Sectur), dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), do Desenvolvimento Social (Sedes) e Fundação de Amparo à Pesquisa e Desenvolvimento Científico do Maranhão (Fapema).

Cada edital possibilitará levar aos jovens de Cururupu mais acesso à cultura, lazer, estudos, incentivos e consistem especificamente em:

• Juventude com Ciência – promove mobilidade acadêmica para estudantes da rede pública ou privada sem fins lucrativos, no desenvolvimento de projetos de extensão voltados para a melhoria dos indicadores sociais dos municípios inseridos no Plano Mais IDH;

• Tour Jovem Cidadão – proporciona o acesso do público jovem a museus, teatros, bibliotecas e outros espaços de formação cultural e étnico-racial;

• Aulão do Enem – megarevisão aos estudantes que prestarão o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM);

• Geração Ciência – bolsas de estudo e apoio a projetos de pesquisa de alunos do ensino médio, Educação de Jovens e Adultos (EJA), ensino técnico e educação indígena.





  • Enquetes

    Se a eleição fosse hoje, em quem você votaria para governador do Maranhão?

    Ver Resultados

    Carregando ... Carregando ...
  • Conheça a Creche Escola Luluzinha

  • Contatos

    E-mail: [email protected]
    Telefone: 98 3236-1351
    Celular: 98 8722-6094

    Arquivos

    Posts ordenados por data de publicação.